Biografia

Confira também o hotsite especial com a trajetória política da Deputada Manuela.

 

Manuela d’Ávila é deputada estadual e jornalista formada pela PUC-RS. Iniciou sua trajetória no movimento estudantil em 1999. Dois anos depois, em 2001, ingressou na política partidária pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Foi conselheira do Conselho Universitário da UFRGS, coordenadora do Centro de Estudantes de Ciências Sociais, vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (2003), presidente estadual (2005) e diretora nacional da UJS (2002).

 

Em 2004 foi eleita a mais jovem vereadora de Porto Alegre. No ano de 2006 foi eleita a deputada federal mais votada do RS. Em 2008 foi candidata à prefeitura de Porto Alegre, sua terra natal. No ano de 2009, foi indicada por jornalistas ao Prêmio Congresso em Foco e foi eleita pelos internautas como a deputada que melhor representa a população na Câmara. Em 2010 foi a deputada federal mais votada da história do Rio Grande do Sul com quase meio milhão de votos e a deputada mais votada do Brasil. Em 2012 concorreu à prefeitura de Porto Alegre e ficou em segundo lugar.

 

Na Câmara, Manuela foi relatora da Lei dos Estágios, do Estatuto da Juventude e do Vale-Cultura, foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, vice-presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. Integra a Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade na Internet e a Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT. Eleita por unanimidade, é vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. Desde julho de 2011 é vice-líder do governo no Congresso.

 

Em 2011 foi apontada pela revista Época como uma das 40 personalidades com menos de 40 anos mais influentes do Brasil e, ainda, como uma das 100 personalidades mais influentes do país. Foi indicada novamente ao Prêmio Congresso em Foco em duas categorias: melhor parlamentar e parlamentar de futuro, ficando entre os melhores na votação popular. Também em 2011, esteve em Washington para participar de um seminário organizado pela universidade de Harvard com os tomadores de decisão do futuro no Brasil (apontado como potência iminente) e foi apontada pelo jornal inglês The Independent como uma das principais líderes mundiais do futuro. Segundo o DIAP, Manuela é uma das “100 Cabeças do Congresso”. Em 2012 Manuela está novamente entre os 100 Cabeças do Congresso, indicada pelo DIAP, e concorre, mais uma vez, ao Prêmio Congresso em Foco.

 

Em 2013 Manuela foi escolhida como líder da bancada do PCdoB na Câmara dos Deputados. Manuela realizou dois mandatos dedicados ao desenvolvimento do país, reconhecidos no Brasil e na América Latina pela defesa dos interesses da juventude e dos trabalhadores.

Em 2014, Manuela foi eleita a deputada estadual mais votada do RS, com 222.436 votos.