Discursos

6/11/2013

Destaque da 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul.

A SRA. MANUELA D’ÁVILA (PCdoB-RS. Pronunciamento encaminhado pela oradora.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, venho à tribuna hoje para destacar a abertura da 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, que começou na sexta-feira e será realizada até o dia 17 de novembro, na Praça da Alfândega. É uma grande oportunidade de compartilhar conhecimentos e estimular a leitura em um dos eventos mais importantes da minha cidade. A feira projeta Porto Alegre nacional e internacionalmente como um espaço fundamental para o fortalecimento da cultura em nosso País. E cultura é um ponto forte de Porto Alegre, cidade que dispõe de inúmeros centros, museus, bibliotecas e espaços para manifestações artísticas.
Em 2013, a programação conta com mais de 700 sessões de autógrafos, 156 eventos em salas (mesas-redondas, palestras e seminários), 31 oficinas ligadas ao livro e a criação literária, 31 eventos artísticos e culturais, espaço reservado à literatura internacional e outra dedicada a crianças e jovens, onde serão promovidas 293 atividades. Neste ano, o Patrono da 59ª Feira do Livro é o Professor de Literatura Brasileira da UFRGS, o escritor e ensaísta Luís Augusto Fischer
, que foi escolhido por representantes da área cultural em uma lista de dez indicados.
A cada ano, a Feira do Livro de Porto Alegre surpreende com novidades do mundo literário que fortalecem ainda mais o hábito da leitura e estimulam o compartilhamento de ideias. Uma das grandes inovações em 2013 é a inclusão do cinema em suas atividades. No local está sendo realizado o Festival do Roteiro Audiovisual de Porto Alegre, sendo o primeiro evento de cinema do Brasil que enfatiza a escritura de roteiros. O festival está ocorrendo junto com a feira. Há palestras, debates, mostra competitiva de curtas, workshops, rodada de negócios e ciclos de filmes. Roteiristas locais, nacionais e internacionais estão trocando experiências, discutindo as etapas que envolvem a construção de um roteiro. Também há incentivo para encontros entre roteiristas, produtoras e canais de televisão de forma a impulsionar toda a rede produtiva.
Tenho muito orgulho de morar em Porto Alegre, cidade que faz história por irradiar um pensamento econômico, social e político avançado para o Brasil e o mundo por meio de eventos como esse, além de concentrar um dos maiores índices de mestres e doutores do País, sendo referência em diferentes áreas do conhecimento. Não é por acaso que foi o centro de crescimento, consolidação e expansão do Fórum Social Mundial e do Orçamento Participativo, dando uma lição de que um novo mundo é possível.
Como os próprios organizadores da feira destacam, Porto Alegre é uma referência nacional, uma das capitais brasileiras com melhor qualidade de vida, sendo uma das mais arborizadas, tendo corredores verdes, praças e parques. Além de todo o aparato cultural oferecido, a capital gaúcha é um polo industrial, comercial e tecnológico.
Realmente, a Feira do Livro abre uma oportunidade para ler, mas também para apreciar todos os cartões-postais da cidade. Espero que esse evento contribua
,cada vez mais, para consolidar e difundir a cultura em nosso País. 
Era o que tinha a dizer. Muito obrigada.